Acesse!


BRPRESS NO TWITTER

Esportes
COPA 2018 - França: cirúrgica como Napoleão
Comandados do general Didier Deschamps foram eficientes como os soldados de Napoleão. Não é a toa que a história reservou para os franceses um espaço especial de glórias e conquistas. Por Márcio Bernardes.
Leia mais...
 
COPA 2018 - Quem mais perdeu
(Moscou, brpress) - Neymar leva uma vida fora do mundo real. Independentemente de estar milionário, de ter tudo o que sonha e quer, ele precisa colocar os pés no chão e perceber que o mundo de verdade não é esse. Por Márcio Bernardes.
Leia mais...
 
COPA 2018 - Atenção para os erros
(Moscou, brpress) - Ao contrário do Brasil, França fez um um jogo espetacular contra a Bélgica. Pressinto que o vitorioso será o campeão de 2018. Inglaterra e Croácia têm méritos incontestáveis. Chegaram porque mereceram.  Por Márcio Bernardes.
Leia mais...
 
COPA 2018 - Perigo pela frente
(Kazan, brpress) - Gosto da forma de jogar do nosso adversário desta sexta-feira (06/07) e do fato de eles não serem desleais. Por Márcio Bernardes .
Leia mais...
 
COPA 2018 - Insatisfação
(Moscou, brpres) – Percebo que o que se viu da seleção parece estar bom. Mas percebo também que o time de Tite não conseguiu deslanchar. Por Márcio Bernardes.
Leia mais...
 
COPA 2018 - De acordo com o planejado
(Moscou, brpress) – Caso os planos da Suíça dêem certo, a seleção brasileira, mesmo triunfando sobre a Sérvia, poderá ser a segunda colocada. Por Márcio Bernardes.
Leia mais...
 
COPA 2018 - Decepção como aperitivo
Neymar abusou das jogadas individuais, chamava falta a toda hora, não tabelou com os companheiros e, pior, não passava a bola. Por Márcio Bernardes/
Leia mais...
 
COPA 2018 - Agradáveis surpresas
(Moscou, brpress) – Goleada da Rússia provoca motivação na população do país, que estava muito fria com o Mundial. Agora, pegou no tranco. Por Márcio Bernardes.
Leia mais...
 
COPA 2018 - Bônus e ônus, na esportiva
(Moscou, brpress ) – É impossível entender o alfabeto cirílico, encontrar gente que fala inglês, usar o excelente metrô, porque tudo é estranho e até conviver com os locais. Eles são fechados e aparentemente bravos. Por Márcio Bernardes.
Leia mais...
 
RIO 2016 - Where sport’s money come from in Brazil?
(Rio de Janeiro, BR Press) - When not financed by the Military (eight of the ten Brazilian medalists are employees of the armed forces)   nor the government, the best results come from the beach. 
Leia mais...
 


Página 1 de 7