Acesse!


BRPRESS NO TWITTER

MEIO AMBIENTE - Noruega discute se mantém ou não apoio ao Fundo Amazônia
Seg, 12 de Agosto de 2019 16:43

Ministério do Meio Ambiente da Alemanha decidiu suspender o...

(Oslo, brpress) - Nesta quinta (15/08), será realizado um encontro da Câmara do Comércio Brasil-Noruega, em Oslo, para debater os rumos do acordo entre ambos os países para mudanças climáticas e desmatamento. Os governos da Noruega e da Alemanha se posicionaram contra a proposta do governo federal de alterar o Fundo Amazônia – para o qual ambos os países doavam 99% dos recursos. 

 O Ministério do Meio Ambiente da Alemanha decidiu suspender o financiamento de R$ 156 milhões em projetos para a proteção florestal e da biodiversidade da Amazônia em razão do aumento do desmatamento. Questionado sobre o corte do investimento alemão, Bolsonaro afirmou que a Alemanha estava tentando "comprar" a Amazônia. “O Brasil não precisa disso”, declarou. Para ele, outros países tentam se "apoderar" do Brasil. 

Com esse tom do presidente, é bem provável que o Brasil perca também o apoio da Noruega. O encontro em Oslo contará com o embaixador norueguês no Brasil, Nils Martin Gunneng, o embaixador brasileiro na Noruega, George Monteiro Prata, além de gerentes de sustentabilidade das empresas Equinor, Hydro, Yara e Statkraft (todas atuando no Brasil). Além da situação polícia, a crise econômica do Brasil – que está em “recessão técnica”, diante da retração do PIB no segundo trimestre – também estará em pauta. 

Recentemente, a Noruega rebateu críticas do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que havia apontado “contradição" no patrocínio do Fundo Amazônia por “um dos maiores exploradores de petróleo do mundo”. O governo norueguês reiterou que sua exploração no Ártico é "responsável, prudente e sustentável”. Paralelamente, a Noruega é um dos países  que mais investe em energia limpa. 

O que é o Fundo Amazônia? 

 

O Fundo Amazônia foi criado em 2008 para receber doações para a conservação da floresta. Ele é gerido pelo BNDES e tem projetos sobre redução de emissões de gases de efeito estufa provenientes do desmatamento e da degradação florestal. O Fundo Amazônia tem contratos com ONGs e entes governamentais, como estados e municípios.