Acesse!


BRPRESS NO TWITTER

ENTRETENIMENTO - Realidade virtual é mais cada vez mais real
Seg, 20 de Maio de 2019 21:38

A IMAX tem realizado grandes investimentos nessa área, com ...

(bpress) - Realidade virtual (ou VR, do inglês virtual reality) é cada vez mais real. A tecnologia promete mudar o futuro da humanidade, ganhando espaço em diversas áreas da sociedade, da música aos esportes, passando pela medicina e pela segurança pública. O cinema não fica de fora, com o lançamento do filme em realidade virtual e aumentada Eleven Eleven, pela NBCUniversal Networks (NBCU). 

 Cineastas como George Lucas (Star Wars), Steven Spielberg (Jogador No. 1) e Christopher Nolan (Dunkirk) – que nossa editora, Juliana Resende, entrevistou em Londres no lançamento A Origem, investem pesado na realidade virtual. Mas foi o diretor mexicano Alejandro Iñarritú (Birdman) que ganhou o um Oscar como filme em VR  Carne e Areia, sobre a imigração ilegal para os EUA. 

Como estes premiados realizadores, sua marca pode estar associada a este novo  e fascinante universo. Listamos dez motivos para apostar em conteúdo sobre realidade virtual: 

1) O mercado de realidade virtual e realidade aumentada vai ultrapassar o de TV em 2025, movimentando cerca de US$ 110 bilhões. Fonte: Goldman Sachs

2) “Essa é a nova forma de comunicação, a nova forma de contar histórias. A realidade virtual é inexorável e vai tomar a vida de todos nós em breve”, diz o cineasta Tadeu Jungle, cujo filme em VR Rio de Lama será exibido na 8ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental, que terá a seleção Realidade Virtual, a exemplo de festivais como SXSW, Veneza e Cannes. 

3) “Na Cinemacon – maior feira do mercado cinematográfico do mundo –, participei de uma experiência em realidade virtual na divulgação do filme A Múmia, misturando 4D com poltronas que se movem. Na cena do avião, era possível se sentir num ambiente com gravidade zero, ao lado do Tom Cruise e da Annabelle Wallace. Era como se você fosse alguém da produção participando do making of ao lado das estrelas de Hollywood”, diz Marcelo Lima, diretor de Expocine, ao Meio & Mensagem.

4) A IMAX tem realizado grandes investimentos nessa área, com seus Centros de Realidade Virtual. São espaços equipados com óculos para comercializar a experiência em cinemas que tenham salas IMAX. Os primeiros a receberem a tecnologia são um cinema em Los Angeles e outro em Manchester (Reino Unido).

5) A Fox firmou parceria com a Felix & Paul, produtora especializada em realidade virtual, para criar conteúdo imersivo inspirado em filmes e personagens do estúdio.

6) A MGM liderou o fundo de investimentos para a startup Survios, enquanto a Sony e a Disney investiram na produção de conteúdo em realidade virtual. A Disney investiu US$ 65 milhões no final de 2015 para auxiliar a inclusão de VR na produção cinematográfica e também na exibição.

7) O supervisor de efeitos especiais John Gaeta é um dos responsáveis pelo ILMxLab, divisão de entretenimento imersivo da Lucasfilm que cria conteúdos de realidade virtual para grandes produções do estúdio, como Star Wars.

8)  Entre março e julho de 2016, o site PornHub havia recebido cerca de 30 filmes em realidade virtual. Número que subiu para 2,6 mil no final do primeiro semestre de 2017.

9) A Arvore, uma das principais empresas nacionais que atuam no segmento das tecnologias imersivas, passou rapidamente de 4 para 70 funcionários, prevê sete parques temáticos de VR até o fim de 2019 e captou investimento de US$ 5 milhões. O exibidor de filmes e jogos em VR Voyager tem dois centros em São Paulo. 

10) Brasileiro Hugo Barra deixa liderança de realidade virtual no Facebook e agora é responsável por parcerias globais de realidade virtual para a empresa, em NY.