Acesse!


BRPRESS NO TWITTER

BRASIL - CV do ministro do Meio Ambiente ofusca iniciativas
Ter, 26 de Fevereiro de 2019 16:13

Alameda das palmeiras imperiais no Jardim Botânico do Rio. ...

(brpress) - Segundo o portal de jornalismo investigativo The Intercept, o ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles não é mestre em Direito Público pela Universidade de Yale, conforme informavam miniCVs dele na mídia. Ela acabou admitindo o erro, que teria sido da própria mídia. Há controvérsias. Infelizmente, esse tipo de coisa rouba lugar em manchetes sobre temas e iniciativas importantes, como a tentativa do ministro de atrair investimentos do setor privado ao Jardim Botânico do Rio de Janeiro.

Um dos lugares mais bonitos e agradáveis da Cidade Maravilhosa, o Jardim Botânico é vinculado ao Ministério do Meio Ambiente e é também um instituto de pesquisa que atua com o objetivo de subsidiar a Política Nacional de Biodiversidade e de promover a difusão científica em botânica e conservação da biodiversidade.

"Há uma série de pesquisas e trabalhos que são desenvolvidos pelo Jardim Botânico que têm aplicação direta ou indireta pelos setores econômicos e que servem de informações para atividades de desenvolvimento", disse o ministro ao UOL. Um plano de ação do Ministério do Meio Ambiente junto à diretoria estaria sendo desenvolvido, com o objetivo de angariar recursos da iniciativa privada. 

Abricós-de-macaco e história

São milhares de espécies da flora brasileira e estrangeira reunidas no local, que abriga, por exemplo, um herbário com cerca de 750 mil amostras, tem vários e lindos abricós-de-macaco, árvore tropical exuberante originária da Amazônia, um orquidário espetacular e um bromeliário com cerca de 15 mil espécimes. 

O Jardim Botânico do Rio de Janeiro foi fundado em 13 de junho de 1808. Ele surgiu de uma decisão do então príncipe regente português D. João de instalar no local uma fábrica de pólvora e um jardim para aclimatação de espécies vegetais originárias de outras partes do mundo. A própria iniciativa de sua criação era uma resposta ao contexto econômico e político em que Portugal e o Brasil, como sua colônia, estavam inseridos no início do século19.

Leia mais sobre Ricardo Salles aqui.