Acesse!


BRPRESS NO TWITTER

IMIGRAÇÃO - Sob nova direção, Casa do Brasil quer ampliar assistência
Qui, 14 de Fevereiro de 2019 10:28

Carlos Melliger, fundador da Casa do Brasil, em Londres, rec...

(Londres, brpress Office) - A advogada Vitória Nabas, sócia-fundadora e diretora da Nabas International Lawyers, firma com sede em Londres, assumiu, este mês, a direção da Casa do Brasil, referência em assistência a brasileiros no Reino Unido. A ONG recebeu prêmio de primeiro lugar em facilitadora de retorno voluntário ao Brasil em parceria com o Home Office, órgão que controla a imigração no Reino Unido – posto que ocupa desde 2017. 

O retorno voluntário é geralmente uma saída legal e menos traumática do ponto de vista imigratório e criminal para imigrantes ilegais adotada por alguns países. Governos, como o britânico,  financiam passagem, viagem com direito a bagagem e ajuda de custo ao “retornado” – e não deportado. “A Casa do Brasil tem um papel importantíssimo para aqueles brasileiros que estão em situação de vulnerabilidade, que precisam, principalmente, de orientação jurídica”, ressalta Vitória. 

Nos primeiros seis meses de 2017, 3,1 mil ordens judiciais foram emitidas por governos europeus para expulsar brasileiros – um salto de mais de 40% em comparação com os dados de 2016. Em 2017, mais de 160 brasileiros no Reino Unido fizeram parte do sistema de retorno voluntário. No ano fiscal de 2017/2018, a Casa do Brasil proporcionou 243 retornos voluntários. 

Efeito Brexit

“Com o Brexit [saída do Reino Unido da União Europeia] e as mudanças nas leis britânicas de imigração para portadores de passaportes europeus,  esse número tende a aumentar”, prevê Vitória. Estima-se que 250 mil brasileiros vivam no Reino Unido – país que continua sendo um destino muito procurado por sua moeda forte, alto padrão de serviços públicos, como saúde, e excelência na educação superior. 

Brasileira radicada em Londres há quase duas décadas, a advogada sempre teve entre suas atividades o trabalho pro bono junto à comunidade latino-americana.“Resolvemos assumir o comando das operações para que esse atendimento continue”, conta Vitória, que é diretora e trabalha na ONG desde 2009, de maneira voluntária, como todos os diversos colaboradores. "Não podemos deixar de ajudar quem precisa". 

100 atendimentos semanais

Fundada em 2006 pelo brasileiro Carlos Mellinger, ex-membro do Conselho de Representantes de Brasileiros no Exterior (CRBE) que atuou como presidente da ONG até 2018, quando decidiu voltar ao Brasil para tocar projetos pessoais, a Casa do Brasil começou com um grupo que atendia na Embaixada do Brasil em Londres, como a primeira associação exclusivamente brasileira de natureza assistencial do Reino Unido, sem fins lucrativos e neutra de cunho comercial, político e religioso. Hoje tem uma grande sede no bairro de Kilburn, onde atende entra 100 a 120 pessoas semanalmente.

“Queremos oferecer mais serviços, como cursos de inglês e orientação profissional e conseguir receita com eventos em nosso salão”, informa Vitória, que, com mais dois profissionais forma o corpo diretivo. “Outra meta é tornar a Casa um centro de referências para imigrantes em geral – e não só brasileiros”, ressalta a advogada. É uma vocação natural que está no DNA do projeto e da Nabas, que reúne um grupo multinacional de profissionais e tem contrato com a Casa do Brasil desde 2009. 

A Casa do Brasil é mantida por associados que pagam £50 (cerca de R$ 240) anuais.

Texto: brpressOffice – Professional Press Releases powered by brpress 

REPRODUÇÃO DESTE CONTEÚDO LIBERADA DESDE QUE CITADA A FONTE 

MAIS INFORMAÇÕES PARA MÍDIA: (11) 98533-7352 /  Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.     

Leia mais sobre o trabalho de Vitória Nabas aqui.