Acesse!


BRPRESS NO TWITTER

SÍRIA - Feiras de itens roubados proliferam com saques na guerra
Seg, 30 de Julho de 2018 12:53

Rebeldes sírios carregam míssel anti-taque RPG-29, em Qabo...

(brpress*) - Tapete persa a US$ 5 e tudo não destruído pelas bombas e roubado pelo exército e milicianos à venda em feiras na Síria. É o ‘tafeesh’ – palavra síria para ‘mobiliar’ – que virou gíria para a cultura da pilhagem e saque de áreas ‘conquistadas’ em batalhas como a de Daara, tema de entrevista de refugiada à brpress.  Os itens são geralmente revendidos aos próprios donos, quando não são contrabandeados. Máquinas e fiação viram ferro velho. 

Segundo reportagem do LA Times, o Estado Islâmico – que, apesar de enfraquecido,  matou mais de 200 pessoas em Sweida, em ataques neste final de semana , segundo a National Public Radio (NPR), dos EUA – é mais “burocrático”: primeiro expulsa cristãos e muçulmanos xiitas de suas casas, depois retiram o que sobrou para vender, então colocam placa escrito ‘Propriedade do EI” e depois também vendem ou alugam os imóveis.

O governo de Bashar Al Assad nada faz para impedir os sistemáticos saques e feiras dos itens roubados. Cidadãos que têm suas casas e comércios pilhados temem represália. Mas há grupos no Facebook para expor e combater os ‘tafeeshs’. A reportagem do LA Times é escrita pelo correspondente em Beirute, mas tem como fonte um informante infiltrado em território sírio, cuja identidade não é revelada por questões de segurança. 

(*) Com informações do LA Tims e National Public Radio (NPR).