Acesse!


BRPRESS NO TWITTER

MODA - Time’s Up atrai estilistas mulheres aos tapetes vermelhos
Qui, 01 de Março de 2018 17:10

Allison Janney no Globo de Ouro: blindagem prateada contra o...

(brpress) - A coisa está preta nos tapetes vermelhos da temporada de premiações do cinema. Isso por causa da campanha Time’s Up, contra o assédio sexual em Hollywood. Atrizes estão usando preto e isso vai se repetir no Oscar 2018 (04/03). Mas a revista Variety revelou mais: a predileção por looks de estilistas mulheres, pela primeira vez. 

 Quem deu a fita foi a stylist Erica Cloud, que veste atrizes como Mandy Moore, da série This Is Us, exibida no Brasil pelo canal por assinatura Fox Life, e a diretora Patty Jenkins, de Mulher Maravilha. Vale lembrar que perguntas do tipo “o que você está usando?” são mais frequentes às mulheres do que aos homens nos tapetes vermelhos. A partir de agora, cabe melhor um "por que você está usando?".

 “Queremos homenagear mulheres que triunfaram neste mundo da moda, ainda predominantemente masculino”, diz Cloud. Entre as estilistas escolhidas para suas clientes estão as britânicas Stella McCartney e Bella Freud – bisneta de Sigmund Freud, que vem ganhando fama por peças com frases emblemáticas –, além de acessórios Irene Neuwirth e sapatos Tamara Mellon.  

Armadura

Tara Swennen, a stylist da candidata ao Oscar e vencedora do Globo de Ouro e Screen Actor Guild (SAG) Awards, Allison Janney – fortíssima atriz coadjuvante por Eu, Tonya –, escolheu o vestido prata brilhante da designer russa Yulia Yanina que a atriz usou no Globo de Ouro, depois do “apagão” no SAG Awards. 

 “Isso nos lembrou a corrente que o movimento Time’s Up está criando e também funcionou como uma armadura contra todas as atrocidades que estão acontecendo com mulheres na indústria cinematográfica”, diz Swennen. “Cada vez mais as mulheres estão cientes do poder que suas escolhas têm de acordo com a mensagem que passam – e isso inclui roupas”. 

Brasileira 

 Nesta temporada, Tara Swennen também trabalhou com a estilista brasileira Fabiana Milazzo [ http://fabianamilazzo.com.br/ ], cuja marca tem na sustentabilidade um norte, apoiando iniciativas como Mulheres de Renda, com a doação de retalhos para reutilização, além de projetos educacionais e uma creche. “Se nossa intenção é apoiar as mulheres, vamos realmente incluir o maior número de beneficiadas possível”.

Essa “mudança de sexo” nos tapetes vermelhos tem sido também notória em grandes marcas, como Dior e Givenchy, tradicionalmente dirigidas por homens, Ambas as casas recentemente apontaram mulheres como diretoras criativas. “Nicole Kidman usou no Globo de Ouro um vestido de Clare Waight Keller, nova diretora-criativa da Givenchy”, lembra  Swennen, que também trabalha com Kristen Stewart. 

Leia mais sobre Fabiana Milazzo aqui