Acesse!


BRPRESS NO TWITTER

CINEMA - Controverso Touch Me Not ganha Urso de Ouro em Berlim
Sáb, 24 de Fevereiro de 2018 20:11

Touch Me Not: mulher de 50 anos que não consegue ter contat...

(Berlim, brpress) - A Variety, publicação referência em entretenimento, classificou Touch me Not como “difícil de vender”. O longa da romena Adina Pintilie tinha provocado severas críticas contra a comissão de seleção de filmes na competição do 68o. Festival Internacional de Cinema de Berlim, após sua exibição. Sua premiação com o Urso de Ouro agrava a situação e cria um clima de controvérsia quanto à qualidade dos filmes exibidos este ano.

A diretora Adia Pintilie usa corpos de todos os tipos para explorar os limites da intimidade e desafiar a noção de beleza e questões sobre sexualidade. A personagem central é Laura (Laura Benson), uma mulher de 50 anos que não consegue ter contato físico. Na busca pelo prazer, ela tem de quebrar várias barreiras e vencer preconceitos. O mesmo se dá com outros personagens, com deformidades físicas.

 Touch Me Not não agradou a crítica em geral. O portal brasileiro Adoro Cinema descreve o filme como um lamento arrastado em tom de auto-ajuda documental. “Seria interessante comparar essa obra dodói com Bixa Travesty, um filme vibrante e otimista sobre o corpo e suas possibilidades. Na versão romena, o corpo é um túmulo. No filme brasileiro, o corpo é uma festa.”

(Colaborou Rui Martins, especial para brpress em Berlim)