Acesse!


BRPRESS NO TWITTER

MÚSICA - Their Satanic Majesties Request relançado aos 50
Qua, 20 de Setembro de 2017 15:50

Detalhe da capa de Their Satanic Majesties Request, dos Rol...

(Londres, brpress) - O álbum Their Satanic Majesties Request, dos Rolling Stones, conhecido como a resposta psicodélica da banda aos discos Sgt. Pepper’s and the Lonely Heart’s Club Band, dos Beatles, e Pet Sounds (Beach Boys), será relançado em edição especial de 50 anos. 

A brpress vai acompanhar a audição do disco em Londres, juntamente com uma palestra do jornalista Kris Needs, veterano jornalista de rock britânico, que escreveu a biografia de Keith Richards,  Before They Make Me Run (2004), entre outras. 

A letra da música, que Richards canta no álbum dos Stones Some Girls (1978), diz que é melhor sair andando antes que façam você correr. Ou seja, melhor a retirada de cena quando ainda se está por cima, antes da decadência – o que ainda não parece ser o caso dos Stones.

Their Satanic Majesties Request é o sexto álbum de estúdio na discografia dos Stones, lançado pela Gravadora Decca em 8 de novembro de 1967 no Reino Unido e no dia seguinte nos EUA. Seu título é uma brincadeira com o texto que aparece nos passaportes britânicos: "Her Britannic Majesty requests and requires…”. 

Novos rumos e divergências

O disco foi concebido considerando novos rumos no som da banda, pois Mick Jagger, ao contrário de Brian Jones (1942-1969), então líder dos Stones, acredita que o rock cru estava morte diante do advento da psicodelia. A ideia era fazer uma sátira psicodélica da monarquia inglesa. 

A gravação de Their Satanic Majesties Request foi longa e esporádica, entrecortada por aparições no tribunal e prisões. Pelas mesmas razões, a banda raramente esteve presente inteira no estúdio ao mesmo tempo. Além do mais, era constante a presença dos vários convidados que os membros da banda traziam durante as sessões de gravação. 

Loucuras na gravação

Os Stones estavam usando muitas drogas psicodélicas, como era moda na época, e chegaram a ser presos. O baixista Bill Wyman escreveu a canção In Another Land, uma paródia da situação ‘viajandona’ dos Stones naquele momento.

Em uma entrevista de 2002 à revista Rolling Stone, Wyman descreveu as situações no estúdio: "Todos os dias no estúdio era uma loteria no que aquilo iria se transformar. Keith chegava com mais de 10 pessoas, Brian com outra meia dúzia e era o mesmo para Mick. Eram amigas e amigos variados. Eu odiava!”.