Acesse!


BRPRESS NO TWITTER

MODA - Armani em Londres após 10 anos
Seg, 18 de Setembro de 2017 09:03

Terninho Armani: beleza esperta transformando a forma de ves...

(Londres, brpress) - Giorgio Armani é a maior atração desta temporada de moda Primavera-Verão 2018 de Londres. O estilista trouxe seu Emporio Armani para desfilar na London Fashion Week, após um hiato de 10 anos. O disputado show aconteceu num galpão no Leste da cidade – atual hub criativo londrino.

“Londres é moderna, enquanto Paris é romântica. E é importante para mim porque só aqui sinto esse turbilhão de criatividade”, diz o estilista ao Guardian. Não à toa, foi em Londres, em 1970, que Armani criou sua marca, inspirado pelas boutiques de Carnaby Street, ainda sob efeito da  Swinging London. 

Impacto

“Vivi este momento mágico e depois adaptei as influências ao meu próprio estilo”, conta. “O maior desafio é continuar sendo um estilista criativo e verdadeiro a si mesmo, sem roubar ideias dos colegas”, ensina Armani aos 83 anos – 42 dos quais dedicados a uma moda que mudou o jeito de vestir do mundo ocidental com impacto comparável à Chanel e Yves-Saint Laurent.

Emporio Armani é uma das três marcas que sobraram após uma reestruturação que enxugou o império (que transcende o mundo fashion). Há Armani por todos os lados em Londres: circulando nos táxis, backlights e até uma projeção gigante do nome da marca num prédio ao lado do Tâmisa para a reinauguração da loja flagship na Bond Street. “Agora tenho de tomar a frente”, diz, completando que não pretende se aposentar. 

Aposentadoria

“A maioria das pessoas da minha idade está curtindo a vida, brincando com os netos ou um cachorro. Eu simplesmente não posso abandonar as 10 mil pessoas que trabalham para nossas marcas sem liderança. Tenho de estar presente”, argumenta, mesmo tendo declarado, aos 69, que seria “ridículo um estilista ainda estar na ativa aos 85 anos”. 

Ele planeja sua sucessão de maneira que possa apontar aqueles que vão tocar o barco quando ele não estiver mais por aqui. Também anunciou recentemente a Fundação Giorgio Armani. “Quero fazer a transição de modo que não seja um fardo – apesar de inevitável – aos meus sucessores continuar fazendo da Emporio Armani e outras marcas um sucesso.