Acesse!


BRPRESS NO TWITTER

MÚSICA - Dave Stewart reinventa clássicos do Eurythmics
Sáb, 09 de Setembro de 2017 17:57

Dave Stewart: novo show com amigos recheado com hits do Eury...

(Londres, brpress) - Dave Stewart trocou Annie Lennox por três backing vocals negras que seguram seu novo show, apresentado em somente uma noite em Londres, no 02 Shepherds Bush Empire, em 08 de setembro. Dave Stewart and Friends marcou o 65o. aniversário do ex-Eurythmics (09/09) e seus 45 anos de carreira.

Lennox não apareceu e Bob Geldof fez uma participação eletrizante num show morno – isso quando versões de hits do duo famoso nos anos 80, como Here Comes the Rain Again, não ganharam o palco. O clássico do synthpop veio logo no começo de um longo repertório de músicas desconhecidas com um quê de folk (o timbre de Stewart lembra o de Bob Dylan), funk e hard rock norte-americano.

O público, majoritariamente composto por gente na faixa dos 50 que dançou muito Eurythmics nas pistas da vida, respondeu com vigor às ainda mais vigorosas versões dos clássicos do duo, e aturou, bem comportado, músicas sem refrão ou sintetizadores-chiclete, nem melodias que grudam no inconsciente coletivo. 

Despretensioso

Hábil, tímido e falante, Stewart soube conduzir a noite de forma despretensiosa, deixando as backings e cada convidado (incluindo o músico australiano Jon Stevens, com quem fez o disco Starlight Together, lançado no começo de 2017), terem seus momentos de protagonismo no show.  

O fato é que o trabalho atual de Stewart não tem sequer 5% da personalidade e potencial para hit das canções do Eurythmics. Esperto, mas sem forçar a barra, ele regeu uma versão powergospel de There Must Be An Angel (Playing With My Heart) lá pelos meados do show, que teve como bis uma inesquecível  e poderosa versão de Sweet Dreams (Are Made Of This). 

Com estas três canções, Stewart e Lennox – que também eram casados – entraram para a realeza do pop para nunca mais saírem no auge do Eurythmics. Apesar do inegável talento dele como compositor e produtor – ele venceu o prêmio de Melhor Produtor Britânico em 1986, 1987e 1990, no Brit Awards –, a figura forte e andrógina de Lennox ainda faz falta. Mas pelo menos ele continua fazendo música e shows, enquanto ela concluiu o doutorado na Royal Academy of Music, em Londres, e deu uma sumida.

(Juliana Resende/brpress)