Acesse!


BRPRESS NO TWITTER

CIÊNCIA - Luz, câmera, ação no tatu-canastra
Qua, 19 de Abril de 2017 13:16

O tatu gigante do Pantanal é tema de documentário da BBC. ...

(Londres, BR Press) - O naturalista britânico Sir David Attenborough dispensa apresentações. É uma das maiores autoridades em vida selvagem em atividade no planeta e coube a ele apresentar ao mundo o maior tatu de que se tem notícia: o pré-histórico tatu-canastra. O bicho, que vive no Pantanal brasileiro e outras áreas da América do Sul, é tema do documentário Hotel Armadillo, da BBC Natural World, exibido em 07/04 no Reino Unido, nesta quarta nos EUA (PBS) e ainda sem previsão de chegada ao Brasil. 

Foi Attenborough que apresentou o tatu comum pela primeira vez aos britânicos há 60 anos. Mas agora, o astro será o raro e inacessível tatu gigante, também conhecido como canastra. Ele pode atingir 1,5 metro de comprimento e pesar até 50 quilos, duas vezes o tamanho de um tatu comum. Vive em áreas de florestas conservadas, perto de fontes de água e tem hábitos noturnos. O mais curioso – daí o nome do documentário – é que o tatu-canastra provê “hospedagem” para outros animais devido às suas atividades embaixo da terra (onde pode ficar por até 15 dias sem sair).

Fóssil vivo

Por ser considerado um "fóssil vivo" e estar classificado como ameaçado de extinção, o tatu-canastra tem despertado grande interesse de pesquisadores em diversos países, especialmente no Reino Unido, onde a  Royal Zoological Society lidera o Projeto Tatu-Canastra. Câmeras subterrâneas de alta definição registraram as primeiras imagens já vistas de um bebê de tatu gigante nascendo, além de mais de 80 “hóspedes” que o bicho abriga em suas tocas, em busca de segurança e comida. As cenas aéreas dos 140 mil km do Pantanal também são deslumbrantes.