Acesse!


BRPRESS NO TWITTER

CINEMA - Suposto estupro atrapalha O Nascimento de Uma Nação
Qui, 13 de Outubro de 2016 18:52

Nate Parker vai a sessão de gala do filme The Birth of a Na...

(Londres, BR Press) - Considerado um dos favoritos ao Oscar 2017, por causa de sua temática  histórica adorada pela Academia de Ciências e Artes Cinematográficas de Hollywood, o filme O Nascimento de Uma Nação (The Birth of a Nation, 2016), exibido no 60o. London Film Festival nesta semana e que está na programação da 40a. Mostra Internacional de Cinema de São Paulo,  pode não chegar tão longe.

É que Nate Parker, que dirige e estrela o longa, está às voltas com o fato de ter sido acusado – a absolvido – por um suposto estupro quando ainda estava na faculdade. O caso voltou à tona com a grande publicidade que o filme está obtendo, ainda mais que a suposta vítima suicidou-se em 2012. Parker, que foi a Londres para o lançamento do filme, se recusou a se desculpar pelo ocorrido nos programas 60 Minutes e Good Morning America, campeões de audiência da TV americana, alegando que tudo foi uma fraude. 

Embora tenha sido muito aplaudido no Festival de Sundance este ano, segundo a revista Variety, já existe uma forte campanha contra o filme rolando nos meandros cinematográficos. Segundo a publicação, alguns membros femininos da Academia já disseram que vão boicotar o filme. Para piorar a situação, o roteirista, Jean McGianni Celestin, também foi acusado no mesmo caso e considerado culpado em 1999. Celestin e Parker estudavam na Pennsylvania State University e disseram ter sido vítimas de racismo. 

Bilheteria fraca

Nos EUA, onde O Nascimento de Uma Nação estreou no último final de semana, arrecadando US$ 7.1 milhões – bem menos do que a Fox Searchlight investiu na sua produção (US$ 17.5 milhões) –, o filme corre o risco de ter sua campanha rumo ao Oscar 2017 minada pelo incidente. No Brasil, a estreia em circuito comercial está prevista para 26 de janeiro de 2017. 

Há outros filmes com temática relacionada à história e à cultura negras exibidos no 60o. BFI London Film Festival, que este ano homenageia atores negros com o programa Black Star. Nesse espírito, O Nascimento de Uma Nação é talvez o filme do Festival de Londres que mais vai de encontro ao tema, já que conta a história do escravo Nat Turner que lidera uma rebelião em Southampton, Virginia, em 1831. O título é o mesmo de um filme-referência de D.W. Griffith, de 1915, feito como propaganda da Ku Klux Klan, e foi mantido propositalmente.

Assista ao trailer de O Nascimento de Uma Nação