Acesse!


BRPRESS NO TWITTER

OLIMPÍADAS - Vitória sofrida
Dom, 05 de Agosto de 2012 15:34

(Londres, BR Press) - A seleção brasileira de futebol masculino mostrou contra Honduras que pode ganhar a medalha de ouro, mas levará alguns torcedores mais fanáticos ao enfarte. O time de Mano Menezes ficou atrás no placar duas vezes. Mas ainda contou com a violência adversária, que fez o árbitro alemão expulsar dois jogadores centro-americanos.

   A principal falha do time vista nos últimos jogos foi repetida neste sábado (04/08), em Newcastle. E se a defesa não se firmar, novos gols serão sofridos e ameaças rondarão o time brasileiro.

   Thiago Silva, um dos jogadores mais badalados do time, tropeçou. Juan também mostrou incompetência, sendo o responsável pelo segundo gol hondurenho.

   Como tem sido visto desde o início da Olimpíada, nossa defesa sofre de falta de entrosamento e erros de jogadores que se mostram confiáveis pelo que jogam em seus clubes.

   O adversário brasileiro na semifinal sairá do vencedor de Coreia do Sul e Grã-Bretanha. Se jogar normalmente, o Brasil é o favorito na quarta-feira (08/08).

OLÍMPICAS

   Surpresas olímpicas acontecem. O basquete masculino espanhol perdeu para a Rússia por 77 a 74. E os Estados Unidos suaram para vencer a Lituânia por 99 a 94. O Brasil ganhou fácil da China e continua com chance de disputar uma medalha de bronze. Um bo m teste será o último jogo desta fase contra a Espanha.

   Mais uma decepção para o Brasil: Fabiana Murer está fora de Londres. Ela reclamou do vento e não conseguiu saltar 4,55m. Ficou em 14º lugar e não poderá disputar a final. A atleta do salto com vara, de 31 anos, já havia decepcionado em Guadalajara e agora acabou provocando uma maior frustração nos brasileiros.

OLÍMPICAS

   “Tomara que nos encontremos na final.”
Ricardo, todo humilde, prevendo a disputa do ouro com seu ex-parceiro  Emanuel.

   “Claro que eu queria a medalha de outra cor. Mas fazer o quê?”
Cesar Cielo, ainda inconformado de ter perdido a disputa nos 50m livre.

TOQUE FINAL

Campeã quer ir ao Brasil

   Conversei algum tempo com Serena Williams. Depois de vencer com facilidade a russa Maria Sharapova, em apenas 1h03 de jogo e ganhar a medalha olímpica, ela toda feliz disse que quer visitar o Brasil em breve. Comentou que sempre se interessou pelo país por causa da sua miscigenação. Lá negros tem direitos como os brancos.

   Deu para perceber seu engajamento e preocupação com causas sociais. Ela, insinuante, disse-me para arrumar algum evento no Brasil que ela vai com prazer. Disse-lhe que não sou empresário, nem promotor. Ela emendou: ”Então vou a turismo, mesmo!”.

Ela quer ir ao Rio de Janeiro, Recife, Salvador e sul da Bahia. Perguntei-lhe por que sul da Bahia. É porque uma prima da atual campeã de Wimbledom foi à região e afirmou que amou o que viu.

Serena tem uma aparência rechonchuda, mas é pura força física. Seu saque, em alguns momentos, chega a mais de 200km por hora.

   "Vá mesmo ao Brasil", Serena, eu lhe disse. "Você será recebida, como todos os turistas, famosos ou não, de braços abertos".

FUTEBOL & CIA - Reconstrução do Santos
Qui, 26 de Julho de 2012 16:38

Márcio Bernardes*/Especial para BR Press

(Londres, BR Press) - Alguém poderia imaginar que algum jogador deixaria passar a oportunidade de atuar pelo Santos, ao lado de Neymar, para vestir a camisa de um rival? Pois isso tem acontecido de maneira bastante corriqueira na Vila Belmiro. O futebol bonito, o espetáculo e os grandes títulos ficaram distantes do Peixe após temporadas cheias de glamour, com inúmeros craques e goleadas em sequência.

 A fase de transição é um desafio para Muricy Ramalho montar praticamente uma nova equipe. E aí entram as contratações que disseram “não”. A primeira derrota foi a de Romarinho. O Peixe esteve bem perto, só que viu o atacante se transferir para outro Alvinegro, assim como o argentino Martínez, mais um reforço encaminhado que preferiu trocar a Vila pelo Parque São Jorge. Podem entrar na lista Cabral, do Vélez, e as negociações fracassadas com Robinho e Diego, mais dois que ficaram no “quase”.

 A partir de agora, o torcedor precisará ter bastante paciência. Com o seu principal atleta na Olimpíada, a vida continuará complicada por mais um mês e, na volta de Londres, a situação de Ganso será resolvida. Mas, ao que tudo indica, o camisa 10 retornará ao CT Rei Pelé apenas para se despedir dos companheiros. A situação entre o clube e o staff do meia tornou-se insustentável. É o novo rumo do Santos...

 Para inglês ver?

O empresário Wagner Ribeiro viajou a Londres jurando que irá apenas assistir o desempenho de seus pupilos com a camisa da Seleção Brasileira. O problema é que o segundo compromisso do time de Mano Menezes é em Manchester. Será que ele não vai dar nenhuma passada até a sede do United para bater um papo sobre Lucas?

(*) Comentarista veterano de esportes, com diversas Copas e quatro Olimpíadas no currículo, Márcio Bernardes é âncora da Rede Transamérica de Rádio, professor universitário e colunista da BR Press. Fale com ele pelo email Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. , pelo Twitter @brpress e/ou Facebook. Durante os Jogos Olímpicos de Londres, esta coluna será diária.