Acesse!


BRPRESS NO TWITTER

RIO 2016 - Santos Dumont: o melhor do Museu do Amanhã
Ter, 02 de Agosto de 2016 22:48

Réplica do avião Demoiselle, de Santos Dumont, no Museu do...

(Rio de Janeiro, BR Press) - O recém-inaugurado Museu do Amanhã, localizado na Praça Mauá, região portuária do Rio de Janeiro que foi toda reformulada para os Jogos Olímpicos – o Porto Maravilha – e já e considerada o maior legado para a Cidade Maravilhosa decorrente dos Jogos, montou uma programação diferente durante a temporada olímpica. As novidades começam com o funcionamento às segundas-feiras. E em agosto, os ingressos poderão ser comprados somente pelo site do museu. 

“Normalmente, as segundas-feiras são fechadas para manutenção, mas nós vamos abrir todos os dias, de domingo a domingo, no mesmo horário, das 10h às 18h”, anunciou o diretor-geral do Museu do Amanhã, Ricardo Piquet. Trata-se de um dos melhores passeios culturais no Rio durante os Jogos – em dobradinha com o Museu de Arte do Rio (MAR), que tem uma boa exposição sobre a princesa Leopoldina.

Nas asas de Dumont

Com uma arquitetura estonteante que lembra uma nave espacial, assinada pelo arquiteto espanhol Santiago Calatrava, o museu tem várias exposições em cartaz, mas O Poeta Voador - Santos Dumont, que será mantida durante todo o período dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, é a cereja do bolo. Com curadoria de Gringo Cardia, a mostra tem linguagem audiovisual e atividades interativas, incluindo duas réplicas em tamanho real: o pioneiro 14bis; e o avião Demoiselle, mais completo projeto do inventor. 

O objetivo da exposição é destacar Santos Dumont como um jovem empreendedor adepto de conceitos ainda hoje atuais: disponibilizava seus projetos para que fossem replicados, em vez de registrar patente, em uma espécie de creative commons antes de o termo existir; um dos primeiros designers contemporâneos do país, com traços precisos, simples e funcionais; um dos brasileiros mais célebres do mundo, que lançou moda em Paris, capital do mundo no início do século 20.

TV e internet

Na semana pré-Olimpíada, o museu abrirá ao público, uma pequena mostra sobre a história da televisão no Brasil. “Essa exposição vai culminar com a apresentação, no auditório, de uma grande tela de 8,5 metros de largura em resolução 8K, que é 16 vezes mais precisa que a televisão conhecida hoje e comercializada no mercado, de 4K”, informa Piquet.

Devido à passagem da maratona que ocorrerá em dois domingos (a feminina, no dia 14/08, e a masculina, no dia 21/08), o horário do museu será alterado, começando às 15h e encerrando às 21h. “Isso para poder viabilizar toda a operação de bloqueio das vias de acesso ao museu, para priorizar a passagem da maratona”, destacou o diretor-geral.

As tarifas permanecem as mesmas para os ingressos adquiridos pela internet: R$ 10 a entrada inteira e R$ 5 a meia entrada. Nas duas próximas terças-feiras (09 e 16), a gratuidade estará suspensa, devido à Olimpíada, retornando nas semanas posteriores. Permanece, entretanto, a gratuidade para maiores de 70 anos, alunos de escolas públicas e todas as garantias de gratuidade dadas por lei. 

Filas

Atenção para as filas – estavam enormes devido à lentidão na venda de ingressos nas bilheterias com pouca estrutura de pessoal e má organização. Outra falha do Museu do Amanhã é que não há mapas das exposições e muito menos audioguias, nem em português nem em outras línguas, o que prejudica bastante o aproveitamento e a compreensão das atrações. O Museu do Amanhã merece mais cuidados nestes importantes setores.

Veja mais fotos do Museu do Amanhã no nosso Facebook.