Acesse!


BRPRESS NO TWITTER

OLIMPÍADAS - Much Wenlock, muito prazer
Ter, 28 de Fevereiro de 2012 16:54

Sul de Much Wenlock abriga um esplêndido castelo medieval. ...

(BR Press*) - A cinco meses do início das Olimpíadas de 2012, Much Wenlock, a 240 quilômetros de Londres, realizou em 1850 uma competição que entrou para a história dos esportes e, a cinco meses das Olimpíadas de Londres, vira atração turística.

    Tudo começou com um evento para "promover a melhoria moral, física e intelectual dos habitantes da cidade de Much Wenlock e arredores", com o incentivo às atividades recreativas ao ar livre e atribuição de prêmios anuais em sessões públicas. Foi com esse objetivo que o médico inglês William Penny Brookes criou os Jogos Olímpicos de Wenlock, em 1850.

    A competição passou a ocorrer todos os anos, sempre no mês de julho – verão no Hemisfério Norte –, apenas com algumas interrupções, como durante as duas Guerras Mundiais. Em 1890, o Barão Pierre de Coubertin assistiu aos Jogos de Wenlock, o que reforçou a sua ideia de criar as Olimpíadas da era moderna, inauguradas em Atenas, Grécia, em 1896. 

Cidade-mascote

    Localizada na região rural de Shropshire, no oeste da Inglaterra, a pequena cidade mercantil de Much Wenlock mantém até hoje a tradição de seus Jogos Olímpicos – no ano passado aconteceu a 125ª edição.

    Por conta dessa ligação histórica, o mascote das Olimpíadas de Londres 2012 foi batizado de Wenlock em homenagem à cidade, que fica próxima à fronteira com o País de Gales. Much Wenlock também está na rota da tocha olímpica, prevista para chegar à cidade no dia 30 de maio. 

    Much Wenlock é uma das povoações mais antigas de Shropshire – sua história data da época medieval. Cresceu em torno da abadia de St. Milburga, fundada no século VII. A abadia foi reconstruída nos séculos XII e XIII para criar uma igreja maior do priorado, cujas ruínas se tornaram atração turística. 

    As ruas sinuosas são ocupadas por edifícios em estilo enxaimel e casas de campo de pedra calcária que remontam ao século XVI. Essas casas são intercaladas com lojas especializadas (como o açougue que de tão procurado sempre tem grandes filas de fregueses na porta), hotéis e estalagens acolhedoras que servem Real Ale (típica cerveja britânica).

700 anos

        Cidade mercantil há pelo menos 700 anos, Much Wenlock até hoje tem mercados onde é possível comprar itens da produção agrícola local. As vendas são feitas no centro todas as terças, quintas, sextas e sábados, sob os arcos da Corn Exchange. 

    Detalhes sobre a iniciativa de William Brookes e vários objetos relacionados às Olimpíadas de Wenlock estão em exposição no museu da cidade, que acaba de passar por uma reforma e foi reaberto no início de fevereiro.

Árvores da rainha

    O acervo do museu inclui também exposições que contam a história da cidade e do condado, desde os tempos da pré-história até os dias atuais.

    O museu também é o ponto de partida para uma trilha demarcada na calçada das ruas e que leva às principais atrações associadas à história dos jogos, como edifícios, o Windmill Hill, de onde o público assisitia às competições no Linden Field, a antiga estação de trem que trazia os atletas à cidade e até mesmo árvores plantadas pela rainha Elizabeth. O trajeto completo tem cerca de dois quilômetros.

Castelo medieval
    
    Há muito o que ver nos arredores de Much Wenlock. Pode-se começar admirando o Wenlock Edge, uma cadeia de montanhas de pedra calcária que data de 400 milhões de anos, quando a cidade estava submersa na água.

    Naquela época, o Edge era um recife de coral e por isso há muitos fósseis encravados na rochas da região. Alguns deles são exibidos no museu de Ludlow, cidade ao sul de Much Wenlock que também abriga um esplêndido castelo medieval.

    No passado foi um palácio real fortificado, hoje tornou-se palco principal do Festival de Ludlow, cuja maior atração é a encenação anual de um clássico de Shakespeare dentro das muralhas do castelo.

Revolução Industrial

    Outra atração imperdível em Shropshire é a cidade de Ironbridge Gorge, berço da Revolução Industrial. A belíssima ponte de ferro é o símbolo do período em que a região tornou-se um dos principais centros produtores de ferro do mundo.

    Vários museus às margens do rio Severn contam a história em detalhes – o Museum of Iron (Museu do Ferro) tem um acervo interessante de rodas, cilindros, estátuas de ferro e até uma locomotiva a vapor.

Informações adicionais:

Much Wenlock - www.muchwenlockguide.info

William Penny Brookes – www.wenlock-olympian-society.org.uk

Much Wenlock Museum - www.muchwenlockmuseum.co.uk 
Shropshire – www.shropshiretourism.co.uk

(*) Com informações do Visit Britain.