Acesse!


BRPRESS NO TWITTER

COZINHA AFETIVA - Férias? Biscoito de Chuva neles
Qua, 18 de Janeiro de 2012 18:22

Angélica Campos*/BR Press

(BR Press) - Finalmente, férias!
As crianças presas em casa, aquela chuvinha insistente caindo lá fora, o estoque de pipoca esgotado e, bom lembrar, o forno de microondas ainda nem existia, e a internet, para o bem ou para o mal, ainda não dava conta de manter inertes frente à telinha aquela criançada ávida por distração e novidades.

    No meio da tarde, os pequenos estômagos infantis (e outros nem tanto) já solicitavam novos estímulos gastronômicos. Avós, mães, tias e agregadas, também de "férias", se viravam como podiam, e eis que algum anjo caído do céu lembrou que quem tem farinha, alguns ovos, açúcar e um pedaço de queijo (e que cozinha mineira não tem isso?) está com tudo e não está prosa: Biscoitos de  Chuva nos "sem escola"!

    Descartadas  outras propostas menos tentadoras,  a de chamar os "rebeldes sem escola" pra cozinha para aprender e executar uma receita nova era um sucesso absoluto, e funcionava por agregar, num só ato (de civilidade, diga-se!) os aspectos da diversão criativa (que criança não se sente atraída por colocar, literalmente, a mão na massa?) e a comidinha gostosa "fui eu mesmo quem fiz".

    Em tempo: a bagunça na cozinha, no final, também pode ser transformada em ato educação cívica e ecológica, quando todos os envolvidos, sem distinção de sexo, raça ou gulodice, se unem pra deixar tudo limpinho.

    Não é um bom programa para esse verão chuvoso demais da conta?

    Vamos, então, aos benditos biscoitos destas férias chuvosas...

Receita de Biscoito de Chuva

Ingredientes:

2 pires de farinha de trigo
1 pires (raso) de açúcar
1 pires (cheio) de queijo ralado
2 ovos
1 colher (sobremesa) de fermento em pó
água filtrada  (meio copo) em temperatura ambiente
sal a gosto ( uma colher de chá rasa, aproximadamente)

Modo de fazer:

Misturar o sal na água. Reservar. Colocar os ingredientes secos numa tijela, os ovos inteiros no centro. Incoporar tudo suavemente  e ir despejando, aos poucos, a água, amassando bem até atingir a consistência de enrolar (quando não gruda nos dedos).

Deixar descansar por meia hora e fritar em óleo quente, em pequenas porções, espalhadas depois sobre papel absorvente.

Servir em seguida, passado ou não em açúcar com canela.

PS - 1. A fritura, obviamente, fica por conta de um adulto.
         2. A receita pode ser dobrada se os "clientes" forem em número maior que 6.

(*) Angélica Campos resgata, com habilidade de historiadora, lembranças, tradições e "causos" envolvendo receitas familiares, regados a informações históricas sobre as comidas. Fale com ela pelo email Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. , pelo Twitter @brpress e/ou Facebook.