Acesse!


BRPRESS NO TWITTER

TATUAGEM - Quero ficar no seu corpo…
Qua, 23 de Novembro de 2011 18:13

Miley Cyrus tem, ao todo, seis tatuagens. Esta, do lado esqu...

(BR Press) - Este ano, Justin Bieber fez  três novas tatuagens: uma estrela no cotovelo, escreveu "Jesus" em hebraico na barriga e tascou um ás de copas no pulso. Além dele, a atriz Vanessa Hudgens fez sua primeira tatuagem este ano. Ainda teve Miley Cyrus que deu uma de Popeye e tatuou uma âncora no braço – em sua passagem por São Paulo. Pensando em fazer uma tatoo? Pense bem.     

A chance de arrependimento quando se fazem tatuagens na adolescência é grande. Não somos nós nem seus pais que estão falando. É a dermatologista Cristine Carvalho, diretora do Centro de Dermatologia e Estética. Especialista em remoção com laser de tatuagens indesejadas, ela explica que a maioria das pessoas faz tatoos na adolescência ou no início da vida adulta – e é essa galera que mais vai ao seu consultório quando chega aos 30 e se cansa do que traz estampado no corpo "para sempre".  

“Como todas as decisões da juventude são muito rápidas e impulsivas, em média, depois de três a cinco anos, tendem a querer remover a tatuagem. E é aqui que surge outro momento delicado: a decisão pela remoção”, conta a médica. "É um processo doloroso, demorado e caro", adverte.     

“Para retirar a tatuagem da pele há vários caminhos, mas o tratamento a laser é mais seguro do que muitos métodos, tais como a dermoabrasão, a excisão ou a salabrasão, devido à sua capacidade única para tratar seletivamente cada pigmento envolvido na tatuagem”, explica a médica, que também é chefe do Departamento de Fototerapia do Curso de Pós-Graduação em Dermatologia da Fundação Pele Saudável, Instituto BWS.

Uma para tapar outra

    Tatuagens mais antigas são mais difíceis de remover porque já penetraram bastante. "O processo pode demorar até um ano, pois as sessões são mensais. O verde e o azul são muito difíceis de tirar. O preto é o mais fácil", relata Dra. Cristine. "Algumas saem 100%. Às vezes, fica uma sombra. Por isso, há pacientes que removem uma para fazer outra em cima", observa.        

Expert no assunto tatoo, a médica recomenda: "Se quiser tatuar o nome de alguém, tatue o nome da mãe e/ou do(a) filho(a) – vai ser mais difícil de você querer tirar", garante. "Evite também tatuagens identificatórias, que estipulam grupos aos quais você pertence ou pertenceu", lembra. Essas tatuagens são as campeãs do arrependimento.  

Local das tatuagens        

A parte do corpo também é algo a ser seriamente levado em conta quando o assunto é marcá-lo "definitivamente" – é melhor fazer em lugares que você  consiga esconder, se quiser. Além do mais, vai ficar mais difícil de enjoar de algo que nem nós mesmos vemos com frequência.      

"Como médica, aconselho não fazer no dorso nem no peito – são locais que pode dar mais quelóide. Pacientes muito brancos fazem quelóide com facilidade e os mais morenos e negros têm muito mais propensão à quelóide (aspecto inflamatório em que a tatuagem fica em alto relevo e deformada)", diz a Dra. Cristine.         

Ela conta que são mais as mulheres que procuram a retirada em seu consultório – embora hoje tanto homens quanto mulheres tenham tatuagens como um acessório da moda. Mas uma tatoo não é passageira. E isso é que deve ser levado em conta na hora de decidir fazer ou não. Depois que fez, não adianta surtar querendo tirar.

Não brinque    

"Poderia passar a tarde toda contando histórias de gente que fez estragos no corpo tentando tirar uma tatuagem: rasparam no asfalto, passaram lixa de pedreiro… Num pronto-socorro da rede pública chegou um com queimadura de terceiro grau e quase perdeu a perna, pois colocou álcool e fogo", relata a médica. "Outro paciente foi tentar aumentar a tatuagem no braço e fez uma lesão que estava se transformando em câncer de pele".        

Para finalizar, ninguém aqui quer dar lição de moral, apenas informar sobre as consequências de se arrepender de algo que se tornou tão corriqueiro na nossa sociedade. "Não sou contra e não tenho tatuagem – e nunca tive vontade de fazer", diz Dra. Cristine. Para ela, adolescentes devem fazer com aval dos pais – ou esperar ter 18 ou mais para ter certeza se quer fazer. E jamais tatuar nomes de "ficantes".     

Nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Alagoas é proibido que menores de 18 anos façam tatuagens ou piercings, independentemente de portarem ou não autorização dos pais. E se quiser mesmo fazer, procure um estúdio decente, limpo, recomendado por algum conhecido – com uma pessoa só sendo tatuada de cada vez e com tudo esterilizado, para evitar infecções e contaminações. Ah, e caro, de preferência  (porque se for barato, desconfie).

TATOOS NOS EUA

(BR Press) - Pesquisa revela que 17% dos americanos tatuados se arrependeram.

(BR Press) - Um relatório da agência americana Food and Drug Administration (FDA) estima que mais de 45 milhões de americanos têm tatuagens. O relatório chegou a este número baseando-se nos dados de uma pesquisa da Harris Interactive, realizada em 2003, que revelou que 16% de todos os adultos e 36% das pessoas entre 25 e 29 tinham, pelo menos, uma tatuagem.     

A mesma pesquisa também revelou que 17% dos americanos tatuados se arrependeram do fato de terem feito a tatuagem. E é no momento de arrependimento que uma tatuagem que custou alguns dólares pode requerer centenas de dólares e muitas sessões de laser para ser removida.