Acesse!


BRPRESS NO TWITTER

ESTILO - Dentro do boutique hotel que hospeda Amy
Ter, 04 de Janeiro de 2011 15:10

Vista da piscina do Hotel Santa Teresa, onde Amy Winehouse s...

(Rio de Janeiro, BR Press) - As fotos publicadas neste sábado (07/01) pelo principal jornal carioca e, claro, pelos tablóides britânicos, não mentem: Amy Winehouse está se esbaldando no Rio. Sozinha na suíte 51 (uma boa ideia?) do Santa Teresa Hotel - Relais & Chateaux, a cantora inglesa tem sido flagrada pelas objetivas dos paparazzi tupiniquins em momentos de descontração, desde que fez o check in, na última quarta-feira (05/01) – ainda que a contragosto do manager e chef franco-brasileiro Damien Montecer. Uma semana antes do circo midiático se instalar no idílico boutique hotel, o próprio confirmou, seco, que a Amy ficaria lá durante sua turnê brasileira. "Não queremos comprometer a privacidade de nossos hóspedes em nome de publicadade para o hotel", disse. "Mesmo que isso seja inevitável".

    O fato é que o Santa Teresa Hotel é o mais chique e charmoso boutique hotel – ou concept, como diz o site oficial – do Rio. E dos mais alternativos e exclusivos do Brasil. Simples porém luxuoso – sem opulência. Relax com um belo jardim e aquele cheiro de plantas tropicais pairando no ar. Tem gente do mercado de turismo dizendo que Miss Winehouse não optou por ficar lá: o lugar seria o único a aceitar a bad girl que costuma "destruir" as caras suítes em que se hospeda mundo afora.

    A reportagem da BR Press visitou o local no último domingo (02/01) e concluiu: trata-se de um refúgio perfeito (pelo menos da portaria para dentro) para Amy não cair na esbórnia carioca. Será? Ela seguia comportada até que uma foto roubada do terraço do seu quarto revelou sua cara de bêbada e seus mamilos, num biquíni fora do lugar. Estava demorando para que a imagem de Amy – elogiada e classificada como saudável no Brasil – voltasse a mostrar a velha e boa cantora britânica,  famosa tanto por sua voz ímpar como pelos problemas com drogas. A imagem, apesar de degradante, é quase um "alívio" coletivo: "Esta, sim, é a Amy que conhecemos".

No bairro cool e hippongo de Santa Teresa, Amy encontrou o Rio bucólico – e também meio entediante –, encravado no alto do degradado centro da cidade e cercado (é aí que mora o "perigo") pela boêmia e sempre animada Lapa. Sim, "perigo" entre aspas, porque o que a imprensa mais quer, na verdade, é incorporar o mais baixo espírito The Sun e estampar manchetes com a cantora se acabando na caipirinha e outras substâncias que o Rio tem para dar e vender – mesmo e estranhamente com a "pacificação" dos morros-centrais de abastecimento do tráfico.

Descasados

   Antes de Amy Winehouse provocar o assédio da mídia, o hotel, hostilizado pela Associação de Moradores de Santa Teresa – nos fundos do casarão lê-se uma placa avisando que o empreendimento está sendo processado pelo barulho e os carros estacionados nas calçadas –, já se fazia de difícil, evitando a entrada de não hóspedes. Já na portaria, o porteiro solta um "sei que o bar e o restaurante estão cheios" a esta repórter, que chega para ver uma amiga cantar no Bar dos Decasados – considerado um dos mais românticos do Rio apesar do nome, homenagem ao antigo hotel onde moravam os recém-separados da região.

Lá dentro, a reportagem constata tudo menos lotação esgotada. Na saída, o porteiro tenta aplicar o mesmo e pouco cortês golpe, mas um casal que chega a pé insiste que "já que está ali" pretende "dar apenas uma olhada" no restaurante Térèse – ponto de alta gastronomia carioca, com sua "Cuisine du Monde" – cozinha francesa abertamente seduzida pelos sabores do Brasil, com uma invejável vista panorâmica da Baia de Guanabara, como todo o hotel. O chef Damien Montecer já trabalhou com os gourmets Gordon Ramsay e Alain Ducasse.

    Paraíso tropical

    Erguido em uma histórica fazenda colonial, o Hotel Santa Teresa oferece uma tranquilidade com sofisticação que não tem preço. Aliás, tem sim. A começar pela cerveja longneck: R$ 10,00 a unidade. A Suite Loft – ótima pedida para Amy se jogar – ganhou o título de World Best Suite Design pela revista Wallpaper, em 2010. Os aposentos são decorados com gravuras de Rugendas do século 19 e mobiliário com design de Sergio Rodrigues e Rock Lane, cujo generoso terraço emoldura a vista para o Cristo Redentor.

    O design da decoração e da arquitetura do hotel se inspira nas épocas áureas do café e do cacau, traduzindo com elegância e bom gosto a nobreza e beleza dos objetos do artesanato brasileiro, incluindo o indígena. Madeiras tropicais fibras da bananeira, do buriti ou da bacaba compõem um visual contemporâneo, ecofriendly e étnico.

    Pena que Amy, que aprecia o calor dos trópicos e tem uma casa na Jamaica, terá pouco tempo – e quase nenhum sossego – para desfrutar dessa maravilha.

Leia mais sobre os shows de Amy Winehouse no Brasil aqui.

(Juliana Resende/BR Press)